Okupacion! PT

Desde as terras de Girona comunicamo-vos que se okupou um espaço com o fim de dar-lhe continuidade à luta que se está levando a cabo contra la destruiçâo do território, que desta vez tomou forma sob a linha de Muita Alta Tensâo (M.A.T.).

Na semana passada encontramo-nos em Fellines, aldeia directamente afectada, já antes fustigada pela construcçâo de uma auto-estrada ao lado, o que afecta a populaçâo local directamente, e agora vai atentar contra as suas vidas uma linha de 400 kV que passará a menos de 200m da aldeia, em algumas casas chegando mesmo a uma distância de 17m, troçando-se dos seus própios estudos que demostram o perigo dos campos electromagnéticos que esta energia genera, borrifando-se das suas próprias leis que o proibem.

Esta semana diferentes companheirxs aproximaram-se para expor distintas lutas em defesa do território, tanto no Estado Espanhol como fora dele. Temos feito muita difusâo nas aldeias dos arredores e marchado até às obras. Generamos debate e passamos à acçâo, o qual nos fortaleceu, e partilhar esta experiência permitiu-nos tecer redes e gerar novas relaçôes.

Para que esta semana nâo se acabe, decidimos libertar este espaço, para gerar um ponto de encontro, um ponto de luta. Um novo espaço onde todxs aquelxs que queiramos fazer tangível a nossa oposiçâo nos encontremos. Um espaço que nos faça crescer e no qual possamos projectar as nossas estratégias de lutas colectivas.

Elegemos esta casa porque tambem se encontra afectada pelo traçado da linha de Muita Alta Tensâo, onde a oposiçâo é e será frontal. A propriedad é um roubo, os espaços sâo de quem lhes dâo vida e por isso nos propusemos okupá-la.

NÂO À M.A.T. NEM AO MUNDO QUE A NECESSITA.

NÂO AO SISTEMA TECNO-INDUSTRIAL

 Os principais responsáveis por esta operaçâo sâo Endesa, Red Electrica Española, Vinci, e o Estados Espanhol e Francês, com o objectivo de comercializarem energia nuclear num mercado livre energético intercontinental (Europa e norte de África), para alimentar o seu Progresso.

Vemo-nos na escuridâo.